Quadrinhos brasileiros no exterior e o Dia da HQ Nacional
em 30/01/2018

No Brasil, o Dia do Quadrinho Nacional é celebrado em 30 de janeiro. A data marca o lançamento, em 1869, daquela que é considerada a primeira história em quadrinhos do país: As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte, na revista Vida Fluminense. Seu autor foi um precursor das HQs (ou “banda desenhada”, como são conhecidas em Portugal) – o italiano radicado no Brasil Angelo Agostini.


Para celebrar a data, o Itaú Cultural publica dez entrevistas em vídeo realizadas com quadrinistas brasileiros sobre sua trajetória e seus processos de criação, para a série Caminhos da HQ. Uma dessas conversas é com Marcelo D’Salete, autor que começa a abrir espaço para suas obras no exterior, tendo lançado recentemente sua graphic novel Cumbe em versões em inglês (com o título Run for It, pela editora Fantagraphics Books, traduzida por Andrea Rosenberg) e francês (Cumbe, editora çà et là, com tradução de Christine Zonzon e Marie Zeni). Assista a seguir:




Leia um trecho da edição francesa de Cumbe. O livro traz histórias da época da escravidão brasileira, temática que se repete em Angola Janga, livro mais recente de D’Salete, sobre o Quilombo dos Palmares. Lançada no final de 2017 no Brasil, a obra já tem versão francesa prevista para abril deste ano, também pela editora çà et là.
Outra entrevista é com a ilustradora e designer Carol Rossetti, autora que se tornou conhecida internacionalmente por seu Projeto Mulheres (Project Women), publicação sobre feminismo em português e inglês. Carol fala, entre outros assuntos, sobre essa repercussão no exterior, potencializada por uma entrevista que concedeu à CNN.



Também nesta série, uma entrevista com Alexandre de Maio, que produziu com o escritor Ferréz a HQ Desterro, lançada na França como Favela Chaos, pela editora Anacaona.




A série Caminhos da HQ inclui também dois vídeos sobre a produção brasileira atual de quadrinhos: Produção Independente e Mulheres e HQ.


Ainda na playlist Quadrinhos é possível conferir uma palestra desenhada com André Diniz, mais um autor brasileiro que tem publicado seus quadrinhos no exterior. Atualmente morando em Portugal, Diniz acaba de lançar por lá as HQs O Idiota (adaptação da obra de Fiódor Dostoiévski), pela editora Levoir em parceria com o jornal Público, e Olimpo Tropical (em parceria com o desenhista Laudo), pela editora Polvo – que já havia publicado outros quadrinhos seus, como Morro da Favela e Que Deus Te Abandone. O autor também lançou em 2017 uma versão em polonês de sua HQ Morro da Favela (Favela w Kadrze, pela editora Wydawnictwo Mandioca), que já havia sido publicada na França (Photo de la Favela, pela Des Ronds dans l’O Éditions, traduzida por Valérie Lengronne) e na Inglaterra (Picture a Favela, pela editora Self Made Hero, com tradução de Jethro Soutar).


Na playlist, vídeos com os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, vencedores do Eisner Awards 2016 (o “Oscar dos quadrinhos”) de Melhor Adaptação em Quadrinhos, por Two Brothers (versão em inglês de Dois Irmãos, baseada na obra de Milton Hatoum).


Assista: Moon e Bá nas Quartas ao Cubo (2015) e em entrevista ao Jogo de Ideias em 2012 (parte 1 e parte 2).


Assista a mais vídeos sobre a produção brasileira de histórias em quadrinhos e seus autores.


Leia a cobertura em quadrinhos feita por Alexandre de Maio sobre eventos de HQ no Itaú Cultural.


Confira também a reportagem sobre as mulheres expositoras da Banca de Quadrinistas 2017, no instituto.

 

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.