Por um novo brasilianista
em 13/11/2017

O Banco de Dados On-Line do Conexões Itaú Cultural guarda uma surpresa que permite a reavaliação do conceito de “brasilianista”. Até a primeira década do século XXI, tratava-se quase sempre de um estrangeiro, mas hoje uma mudança impactante se verifica: numa proporção crescente, o novo brasilianista também é… brasileiro!


Professor de literatura comparada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e consultor do Conexões Itaú Cultural desde o seu início, João Cezar de Castro Rocha produziu um artigo, por ocasião da celebração dos dez anos do programa, no qual analisa as consequências desse deslocamento para a história do conceito.


Leia o texto no site do Itaú Cultural.


João Cezar de Castro Rocha (foto Rubens Chiri)

João Cezar de Castro Rocha (foto Rubens Chiri)


O professor João Cezar de Castro Rocha é também pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e presidente da Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic) no biênio 2016-2017. É autor de dez livros e organizador de mais de 20 títulos.


Mais artigos:
As dificuldades para a internacionalização da literatura brasileira, por Felipe Lindoso
Quem menciona quem? Uma pequena análise dos autores mais citados no banco de dados do Conexões, por Rita Palmeira
Conexões Itaú Cultural – a primeira década, por Fernanda Guimarães


Confira também o evento internacional que celebrou os dez anos do mapeamento da literatura brasileira no exterior, o programa Conexões Itaú Cultural.

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.