Crítico e escritor: Quais as interrogações de Silviano Santiago? – Encontros de Interrogação (2014)
em 21/08/2015

 

Provocado por Eduardo Sterzi, o crítico e escritor Silviano Santiago comenta os mais diversos campos de sua criação e pesquisa, insistindo na importância do levantamento das questões de todas as minorias pois, segundo ele, ”é impossível fazer teoria sem levar em conta o ser privado”.

Com curadoria de Heloisa Buarque de Hollanda e Lourival Holanda, a mesa foi gravada durante o evento Encontros de Interrogação em 20 de novembro de 2014, no Itaú Cultural, em São Paulo/SP.

Silviano Santiago é escritor e crítico literário. Doutorou-se em Literatura Francesa pela Universidade de Paris, Sorbonne. Mora no Rio de Janeiro. Entre seus livros de ficção destacam-se Em liberdade, Stella Manhattan, Uma história de família e Mil rosas roubadas. Por três vezes, recebeu o Prêmio Jabuti nas categorias de romance e conto. Também publicou coletâneas de ensaios, de que são exemplo Uma literatura nos trópicos e Nas malhas da letra. Coordenou e prefaciou os três volumes de Intérpretes do Brasil. Foi co-editor da correspondência de Carlos Drummond de Andrade e Mário de Andrade. Em 2010, recebeu o Prêmio para Conjunto de Obra, concedido pelo governo do Estado de Minas Gerais, em 2013, o Prêmio Machado de Assis, outorgado pela Academia Brasileira de Letras, e em 2014, o Premio Iberoamericano de Literatura José Donoso, concedido pelo Chile.

Eduardo Sterzi nasceu em Porto Alegre em 1973 e desde 2001 vive em São Paulo. É escritor, crítico literário e professor de teoria literária na UNICAMP. Publicou, entre outros, Prosa (poesia, 2001), A prova dos nove: alguma poesia moderna e a tarefa da alegria (ensaio, 2008), Por que ler Dante (ensaio, 2008), Aleijão (poesia, 2009) e Cavalo sopa martelo (teatro, 2011).

 

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.