10º Encontro Internacional celebra dez anos de Conexões Itaú Cultural
em 30/10/2017

O programa Conexões Itaú Cultural celebra em 2017 dez anos do mapeamento da presença internacional da literatura brasileira. A décima edição de seu encontro presencial acontece na sede do instituto, em São Paulo, de 8 a 10 de novembro, com entrada gratuita.


Desde 2007, o programa realizou encontros no Brasil e no exterior (Estados Unidos, Espanha, Suécia e Alemanha), editou livros, gravou e publicou mais de 180 vídeos com depoimentos e debates de professores, tradutores, editores, agentes literários e escritores falando sobre seus trabalhos e a percepção internacional da literatura brasileira.


O blog conexoesitaucultural.org.br apresenta notícias, estudos e pesquisas sobre esse assunto e disponibiliza o Banco de Dados On-Line, com a relação de mapeados e gráficos originados das respostas dos questionários do programa. No encontro deste ano será lançada a nova versão do banco de dados, com mais de 30 gráficos que mapeiam 347 tradutores de 42 países, representando cerca de 130 instituições e universidades.


Desde o início, o principal objetivo do Conexões Itaú Cultural é mapear e identificar o perfil de institutos e centros de pesquisa estrangeiros de estudos de literatura e cultura brasileiras, seus pesquisadores, professores, estudantes, tradutores e editores, bem como a catalogação das obras publicadas no exterior que reflitam sobre algum aspecto da literatura brasileira. Além disso, o trabalho colabora para que escritores, gestores públicos, editores e produtores culturais identifiquem políticas culturais, tendências de interesse, canais de divulgação etc. para o conhecimento, o entendimento e o fortalecimento da literatura e, por consequência, da cultura brasileira e do país.


O Conexões Itaú Cultural tem como consultores o professor e ensaísta João Cezar de Castro Rocha e o jornalista e antropólogo Felipe Lindoso, e na pesquisa Rita Palmeira, editora e professora, e Fernanda Guimarães, jornalista e produtora cultural.


Programação de 2017


O evento deste ano apresenta nove debates, que abrangem questões da tradução – mesmo entre línguas muito diversas e a partir de obras difíceis de verter – e do ciclo de publicação. Como aconteceu em outras edições, algumas das mesas colocam autores brasileiros lado a lado com profissionais com trabalhos no exterior relacionados às suas obras. Este ano, os escritores convidados são Bernardo Carvalho (autor de Nove Noites), Paulo Lins (Cidade de Deus) e Conceição Evaristo (Ponciá Vicêncio). Também são convidados tradutores, professores e pesquisadores de diversos países, como China, Estados Unidos, França e Japão. Alguns deles estiveram em edições anteriores, outros participam pela primeira vez do evento.


10º Encontro Internacional Conexões Itaú Cultural
quarta 8 a sexta 10 de novembro de 2017
às 16h, 18h e 20h
Itaú Cultural – Sala Multiúso (piso 2) – 100 lugares
Entrada gratuita


A programação completa pode ser conferida no site do Itaú Cultural.


Lista dos participantes:


Alison Entrekin é australiana, radicada no Brasil. Prepara uma tradução para o inglês de Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa, com o apoio do Itaú Cultural.

Ana Amália Alves é professora de literatura brasileira e gêneros acadêmicos em língua portuguesa na Faculdade Sesi-SP de Educação. No mestrado, pesquisou a recepção da escritora Clarice Lispector no ambiente acadêmico britânico.

Bernardo Carvalho é escritor, dramaturgo, tradutor e jornalista. Publicou 11 romances, sendo Simpatia pelo Demônio (2016) o mais recente. Leia o verbete sobre o autor na Enciclopédia Itaú Cultural.

Chad Post é diretor da Open Letter Books, editora da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, dedicada à publicação de literatura contemporânea internacional.

Chika Takeda é professora na Universidade de Estudos Estrangeiros de Tóquio. Traduziu para o japonês obras de Machado de Assis, entre outros escritores brasileiros.

Claudiney Ferreira é jornalista e gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural.

Conceição Evaristo é romancista, contista e poetisa. É mestre em literatura brasileira pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e doutora em literatura comparada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), além de homenageada na 34a edição do programa Ocupação Itaú Cultural. Leia o verbete sobre a autora na Enciclopédia Itaú Cultural.

Dario Borim é tradutor, pesquisador e professor de literatura e cultura luso-brasileiras na Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos.

Diana Klinger é professora de teoria da literatura na Universidade Federal Fluminense (UFF). Seu livro mais recente é Literatura e Ética: da Forma para a Força (2014).

Eliane Conceição é professora da rede pública estadual de Araraquara (SP). É doutora em sociologia, com a tese A Violência Social Brasileira na Obra de Carolina Maria de Jesus.

Erick M. B. Becker é editor da revista Words without Borders. Traduziu os escritores Lygia Fagundes Telles, Carlos Drummond de Andrade, Elvira Vigna, Noemi Jaffe, Alice Sant’anna e Carol Rodrigues.

Fábio Lima é coordenador do Programa de Apoio à Tradução e à Publicação de Autores Brasileiros no Exterior, da Fundação Biblioteca Nacional/Ministério da Cultura (MinC).

Felipe Lindoso é jornalista, tradutor e editor. Publicou O Brasil Pode Ser um País de Leitores? Política para a Cultura, Política para o Livro (2004).

Fernanda Guimarães é produtora cultural com experiência na área de comunicação, com ênfase em jornalismo e cinema. É pesquisadora do Conexões Itaú Cultural.

Giorgio de Marchis é doutor em iberística pela Universidade de Bolonha e professor de literatura portuguesa e brasileira na Universidade de Roma III, ambas na Itália.

João Cezar de Castro Rochaé professor titular de literatura comparada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), pesquisador do CNPq e presidente de Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic) no biênio 2016-2017. É autor de dez livros e organizador de mais de 20 títulos.

Katrina Dodson é escritora e tradutora norte-americana. Sua tradução para o inglês de Todos os Contos, de Clarice Lispector, ganhou o PEN Translation Prize 2016, o maior prêmio da tradução nos Estados Unidos.

Lidia V. Santos é escritora, autora de Diário da Patinete: sem um Pé em Nova Iorque (2015).

Lucia Riff é agente literária e criadora da Agência Riff, atuante desde 1991. Trabalhou com a obra de Rubem Fonseca, Adélia Prado, Zuenir Ventura e Ariano Suassuna, entre outros nomes.

Mark Gamal é tradutor do espanhol para o árabe. Traduziu, de Machado de Assis, o livro Várias Histórias, e pretende traduzir Memórias Póstumas de Brás Cubas.

Marta Peixoto é professora de literatura brasileira na Universidade de Nova York, nos Estados Unidos. Publicou pesquisas sobre os escritores João Cabral de Melo Neto e Clarice Lispector.
Min Xuefei é tradutora e professora de português na Universidade de Pequim. Verteu para o chinês os escritores Clarice Lispector, Fernando Pessoa e Paulo Coelho.

Paula Anacaona é editora, tradutora e escritora. Fundou a editora Anacaona, especializada na publicação de literatura brasileira em francês.

Paulo Lins é poeta, romancista, roteirista de cinema e televisão e professor licenciado em língua portuguesa e brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Leia o verbete sobre o autor na Enciclopédia Itaú Cultural.

Peggy Sharpe é professora de estudos lusófonos – com foco na literatura, no cinema e na cultura do Brasil – na Universidade do Estado da Flórida, nos Estados Unidos.

Rita Palmeira é doutora em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em teoria literária pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). É pesquisadora do Conexões Itaú Cultural.

Roberto Vecchi é professor de literatura portuguesa e brasileira e de história da cultura portuguesa na Universidade de Bolonha, na Itália.

Saulo Neiva é professor de literatura portuguesa e brasileira na Universidade Clermont Auvergne, na França. Realizou trabalhos editoriais, curatoriais e pedagógicos em torno da obra de Machado de Assis.

Victoria Saramago é professora na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, doutora em culturas ibéricas e latino-americanas e mestre em literatura brasileira.

Yun Jung im Park é mestre em literatura coreana moderna, mestre em tradução literária e professora do curso de língua e literatura coreana na Universidade de São Paulo (USP).


Confira os vídeos da playlist Conexões Itaú Cultural.

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.