Coleção argentina traduz poesia brasileira contemporânea para o espanhol
em 13/01/2020

Gandula é o nome de uma coleção de livros com o objetivo de difundir a produção brasileira contemporânea de poesia na Argentina. Dirigida pelo tradutor e professor Mário Cámara, mapeado pelo Conexões Itaú Cultural, é uma coedição do projeto Grumo e da editora Vox. Tem sete livros bilíngues publicados (em espanhol e língua portuguesa) e um em preparação:

 

Casi un arte, de Paula Glenadel (tradução: Rodrigo Labriola)

20 poemas para tu walkman, de Marília Garcia (tradução: Paloma Vidal, Diana Klinger e Mario Cámara)

Interior vía satélite, de Marcos Siscar (tradução de Diana Klinger)

Rimbaud en América, de Alberto Martins (tradução: Paloma Vidal)

Feliz con mis orejas, de Fabricio Corsaletti (tradução: Mario Cámara e Paloma Vidal)

Mini Marx, de Rafael Zacca (tradução: Mario Cámara)

La muerte de Tony Bennet, de Leonardo Gandolfi (tradução: Paloma Vidal)

 

Há ainda em preparação Grandes Mamíferos, de Franlink Alves, também com tradução de Cámara. 

 

 

Leia a seguir a entrevista concedida por Mário Cámara sobre a coleção:

 

Pode contar um pouco mais sobre a origem do projeto? Como surgiu a ideia da coleção, como se formou a equipe envolvida?

O projeto da coleção Gandula decorre em parte de um projeto anterior: a revista GRUMO, publicada em papel entre 2003 e 2011, com um total de 10 edições, que desde 2016 se tornou um site, www.salagrumo.com. O projeto GRUMO tem como objetivo difundir a literatura, a cultura e as artes brasileiras na Argentina e a literatura, a cultura e as artes argentinas no Brasil. A equipe GRUMO era formada incialmente por Paloma Vidal, Paula Siganevich, Diana Klinger e eu. Ao  longo desse período, a revista fez algumas traduções de português para espanhol e de espanhol para português, de textos cuja circulação entre esses dois países consideramos importante. Também decidimos editar alguns livros de críticos brasileiros e argentinos, jovens e também já consagrados, como Raúl Antelo, Jorge Wolff, Gonzalo Aguilar e Silviano Santiago

 

A certa altura, uma editora independente de poesia argentina, a Vox, entrou em contato conosco e nos propôs montar uma coleção de poesia brasileira contemporânea, levando em consideração o pouca difusão da recente poesia brasileira na Argentina e a riqueza dessa produção. Gustavo López e Carlos Mux, editores da Vox, participam do projeto específico da GANDULA, além de Paloma Vidal e eu, por parte da GRUMO. Gustavo e Carlos são responsáveis pelo design e impressão dos livros, Paloma e eu pela seleção e tradução dos livros. 

 

Como é feita a seleção de autores? Além do interesse em trabalhar com a poesia de jovens brasileiros, há algum outro direcionamento editorial?

A seleção teve momentos diferentes. Inicialmente, partimos de nossas leituras pessoais e traduzimos Marcos Siscar, Paula Glenadel e Marília García, que foram nossos três primeiros títulos. Foi uma seleção heterogênea de poetas, em alguns casos não tão jovens, do Rio de Janeiro e São Paulo. A ideia agora é focar nos jovens autores, por isso publicamos Fabricio Corsaletti e Rafael Zacca e planejamos publicar este ano Leonardo Gandolfi, Franklin Alves e Angélica Freitas.

E a seleção de tradutores?

Em quase todos os casos, os tradutores somos Paloma Vidal e eu. Em alguns casos, convidamos amigos para colaborações específicas. Além disso, cada um dos livros conta com a colaboração de um artista argentino ou brasileiro para a capa.

Como é feita a distribuição de livros? Há alguma periodicidade nos lançamentos? 

 

Os livros são distribuídos em algumas livrarias selecionadas em Buenos Aires e vendidos através do Mercado Libre, na rede. A periodicidade tem sido irregular, mas tentaremos a partir de 2020 publicar entre um e dois livros por ano.

 

Que balanço faz desses 8 anos de produção da coleção? Que tipo de retorno tiveram? Houve mudança na forma de trabalhar, ou na linha editorial com o tempo?

 

O saldo é positivo, embora não tenhamos nenhum apoio estatal ou privado. Reformulamos o projeto para oferecer sustentabilidade econômica, o que implicava uma mudança no formato dos livros, que agora são menores. Apesar disso, o saldo é positivo. Realizamos lançamentos em Buenos Aires, com a presença de alguns dos autores, e participamos de feiras editoriais independentes em diferentes cidades da Argentina e do Brasil.

 

Saiba mais:

Site da coleção: https://www.salagrumo.com/coleccion-gandula 

Tumblr: https://gandulapoesia.tumblr.com/ 

 

Assista também aos depoimentos de Mário Cámara e Paloma Vidal sobre suas trajetórias e trabalhos:

 

 

 

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.