Os Autores Brasileiros Mais Referenciados Fora do Brasil
em 27/12/2013

O Banco de Dados do Conexões Itaú Cultural, que mapeia os interesses de quem trabalha com literatura brasileira fora do Brasil, revela as preferências literárias de seus mapeados.

Em uma lista com mais de cem autores, entre clássicos, contemporâneos e até alguns periféricos, é possível constatar como cada autor atinge um determinado público fora do país. É possível acessar qual mapeado escolheu determinado autor, e verificar seu local de trabalho.

A preferência or concours é Machado de Assis, lido por quase metade dos mapeados. Em seguida vem Clarice Lispector, com uma margem bem alta de leitores esbarrando na popularidade de Machado. Seguem Guimarães Rosa e Jorge Amado em escala próxima, e depois Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Rubem Fonseca e o modernista Mário de Andrade.

 O primeiro escritor contemporâneo que aparece na lista é Chico Buarque, seguido de Milton Hatoum.

Essa lista é similar ao levantamento feito por Laeticia Jensen Eble, em sua pesquisa sobre Literatura Brasileira na Academia, já publicana aqui no Conexões Itaú Cultural. Essa pesquisa levanta os autores estudados/citados em mestrados e doutorados dentro do país. Algumas diferenças são significativas como o primeiro lugar a Chico Buarque entre autores vivos estudados fora do país e o quarto lugar na mesma categoria entre a pesquisa feita em território nacional. O que se mantém é a disparidade entre a quantidade de mulheres e homens estudados. Nos dois casos a proporção gira em torno de 20% (mulheres) para 80% (homens).

Até o fim da lista o interesse pelos contemporâneos se diversifica em estilos literários. Confira aqui os resultados da enquete.

Banco de Dados do Conexões Itaú Cultural fechou o ano de 2013 com 308 mapeados. Nesse ano foram acrescentados ao sistema mais de 100 profissionais.

Desde 2007, o projeto relaciona esses profissionais através de um questionário. As respostas são compiladas em dados de relevância para a compreensão do movimento da literatura brasileira no mundo. São pesquisadores, professores e tradutores da literatura brasileira localizados em cerca de 130 universidades distribuídas em mais de 30 países. A cada novo profissional mapeado o banco é atualizado, mantendo um crescimento constante e disponível na internet. A grande maioria desses profissionais atua nos Estados Unidos, seguidos de Brasil, Alemanha e França. Mas em nossa lista também figuram países com distâncias culturais do Brasil a priori imensas como Croácia, Eslovênia, Polônia, Japão.

Confira demais informações geradas pelo banco de dados.

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.