A década em que a Argentina descobriu o Brasil
em 30/04/2011

Confira a nota da coluna Babel, de Raquel Cozer, do Estadão de hoje.

Em 2001, quando a Corregidor lançou a série Vereda Brasil, quase não se viam obras brasileiras na Argentina. Dez anos depois, a coleção abrange 20 títulos, com mais quatro para 2011, mas seu impacto foi além: ajudou a chamar a atenção de casas como a Adriana Hidalgo, Beatriz Viterbo, Delaflor e Cuenco de Plata para a produção daqui. “O argentino em geral sabe pouco da literatura brasileira, mas descobrimos um público interessado, especialmente universitário”, diz María Fernanda Pampín, editora da Corregidor.

leia mais em http://migre.me/4p2fu

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.